Você esta aqui:

Notícias

Projeto de Carbono da Reserva Extrativista Rio Preto Jacundá entrega mais uma casa.

28 de fevereiro de 2020 | Padrão do site

O projeto de carbono em execução na Reserva Extrativista Rio Preto Jacundá é uma prova de que é possível gerar renda de forma sustentável, o projeto é o 1° do Brasil executado em uma Unidade de Conservação Estadual.
É possível observar a mudança significativa na qualidade de vida dos moradores tradicionais da Unidade, é por esse motivo que o Estado de Rondônia, através da SEDAM, vêm investindo em políticas públicas semelhantes em todas as áreas protegidas do Estado.
No início de 2019 o Governador Marcos Rocha esteve na inauguração do projeto e na ocasião prometeu a construção de duas agroindústrias na unidade para beneficiamento de mandioca e açaí,  para a felicidade dos moradores após exatamente 10 meses, o Governador estará inaugurando no próximo dia 31.03.2020 as mesmas. Projetos de carbono em Unidades de Conservação Se mostraram autossuficientes na geração de ativos de forma sustentável e serão expandidos para as demais áreas,  em andamento licitatório encontram- se o Parque Estadual Guajará-Mirim e Resex Cautário,  ambas em fase processual avançada para início dos projetos.

O projeto executado na Resex Rio Preto Jacundá é uma parceria entre o Governo do Estado de Rondônia( Sedam), Associação dos Moradores da Reserva Rio Preto Jacundá- ASMOREX, BIOFÍLICA e RIOTERRA.

Categorias: Notícias

Compartilhe